FÉRIAS: « DESCER ÀS RAÍZES »



Feature image

Descer às raízes da nossa identidade cultural: Somos, em grande parte, produto da nossa cultura, por isso, quando estamos longe, dela sentimo-nos um pouco órfãos. Precisamos de nos sentir identificados com a cultura em que crescemos, de a conhecer melhor, conhecendo a sua história e o seu património, valorizando o que tem de bom. Descer às raízes da nossa identidade familiar: As férias conseguem fazer o que num ano inteiro por vezes é muito difícil: juntar a família. Procuremos passar férias em família, aproveitar a oportunidade de uma maior partilha, de mais profundo conhecimento mútuo, de conversas mais descontraídas e enriquecedoras, de renovação de propósitos etc... Descer às raízes de nós mesmos e da nossa Fé: Não é só o turismo que nos pode valorizar nas férias, mas também uma boa leitura nas tardes de calma. Um pouco de recolhimento, se ele for possível, ajudar-nos-á a avaliar o ano que passou, a fazer um "exame - geral" da nossa vida e dos critérios pelos quais nos regemos ao longo do ano. Nas nossas aldeias, sucedem-se festas populares religiosas, dedicadas a Nossa Senhora ou em honra dos Santos Padroeiros. A participação nestas festas favorece a descida às raízes da nossa tradição e da nossa fé que partilhamos com os irmãos, sobretudo se valorizarmos devidamente a sua dimensão religiosa, mas também pela comunhão com os outros, na sua alegria e espontaneidade. BOAS FÉRIAS! P. Aloísio Araújo







img


Capela da Missão



Total de Visitas: 330140

2012 @ jriwebpages